domingo, 26 de abril de 2015

Agricola Romanelli, vinho de excelência em Montefalco!



 Italia é um país muito lindo onde a vinho faz parte da cultura de norte a sul, e dessa vez eu resolvi passar em uma região muito linda e que tem muita história,  estou falando da Umbria no centro do país. Terra de São Francisco, mas hoje vou falar da zona de montefalco dentro dessa região linda, lugar de um terroir excelente para fazer vinhos, dentre muitos a fama fica com o Sagrantino,  videira autóctone da mesmo lugar.
E foi nessa zona que tive a oportunidade de conhecer a Cantina Romanelli,  empresa que nasceu Amadeo e Constantino Romanelli, pai e filho decidiriam dedicar-se por completo a agricultura em a São clemente de montefalco,  começaram com o óleo de oliva,  e com o passar dos anos e  as gerações da família, deram vida a cantina,  em 2002 começaram com as primeiras videiras de Sagrantino , um passo dado da Devis Romanelli,  apaixonado pela viticultura e sabendo do potencial da terra para fazer excelentes vinhos. Ao chegar à propriedade se percorre uma estrada cercada de árvores de oliva e com uma paisagem deslumbrante da natureza, sendo cituada em uma colina com um lindo panorama de tirar o fôlego.
As primeiras botilhas saíram em 2007,  vinhos feitos com dedicação e tudo com cuidado.  A escolha foi fazer vinhos de qualidade e tudo natural,  ou seja tudo biológico, sem fertilizantes para não influenciar na qualidade da uva. Só posso dizer que degustei os vinhos Romanelli e são verdadeiramente vinhos que representam o território de montefalco,  vinhos de caracter  próprio e alta qualidade.  Um produto feito com dedicação e salvaguarda não só a excelência, mas também a preocupação para manter a natureza intacta a ação do homem. 
Agora vou descrever os vinhos que degustei e digo que vale a pena bebê-los.
O primeiro foi o Grechetto,  vinho branco que passa por tanques de aço e de 2 meses de botilha antes de sair no mercado,  cor amarelo palha com reflexos dourados, muito elegante e com perfumes intenso, com notas de pera,  em boca é fresco, ótima acidez.  Bom corpo e sabor intenso.
Aconselho com sopa de verduras,  peixe assado, carne branca e queijos frescos.  Temperatura de serviço.12 graus. 
  Depois provei o Montefalco Rosso,  feito com 65% sangiovese, 15% sagrantino, 10% merlot e 10% Cabernet sauvingon. Vinho de bom caracter,  perfume de grande intensidade,  no nariz lembra frutas vermelhas tipo amora, cereja,  cor vermelho rubi.  Na boca é amplo e quente, complexidade equilibrada. Harmoniza muito bem com carne vermelha e branca salames e queijo envelhecido temperatura de serviço 17 Graus.
A vez agora foi do imperador de montefalco,  ou seja o vinho top da Umbria e no meu ver um dos melhores tintos italianos,  o Sagrantino di montefalco,  vinho feito com uva 100% sagrantino,  vinho feito com muita maestria, cor vermelho rubi com reflexos granado, no nariz é caracterizado com elegante setor frutado com notas amora, ameixa o elegantes setores de lenha. Em boca é de grande estrutura,  muito persistente e equilibrado. Um dos melhores sagrantino que já bebi.
Harmonização ideal com carne de caça, arrosto e queijo picante. Temperatura de serviço 18 graus.
Por último foi o sagrantino passito, cor vermelho rubi com tendência ao granado, no nariz é rico de setor  de amora e confeitaria e frutos silvestres. É muito elegante e com tons de canela. Em boca é fino e equilibrado com o açúcar com um final de frutas vermelhas.
Harmoniza muito bem com tortas de frutas vermelhas , chocolate e queijos envelhecidos. Temperatura de serviço 16 graus.
Vale a pena dizer que Todas as videiras da Agrícola Romanelli são citadas entre 350 e 500 metros sobre o nível do mar, terreno argiloso e calcário rendendo a situação pedoclimatica ideal para grandes vinhos.
Obrigado a Família Romanelli pela acolhida.
Aconselho a quem passar pela região de montefalco a Cantina Romanelli é uma parada satisfatória.
Saúde a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário