sábado, 23 de julho de 2016

A história de uma lenda!


                                              imagem: storyoffashion.com/wine.html


                             
Amantes do vinho,  meus companheiros de taça,  como vocês estão? Hoje vamos viajar na fascinante história do vinho mais cobiçado do mundo,  sim estou falando do Romanée-Conti.
Para quem não conhece,  esse é o vinho mais caro do mundo,  uma garra você pode chegar a pagar em média mais de 30 mil reais e dependendo da safra pode custar muito mais! Vamos conhecer a história desse vinho que poucas pessoas podem ter o privilégio de bebê-lo.
Tudo com começou em 1232 quando a Abadia de Dan Vivant descidiu comprar 1,8 hectares de vinhedo em Vosne,  mas no ano de 1631 foi comprado pela familia Croonembourg e renomeado de Romanée-Conti pelo fato de que no passa pertenceu a um prefeito romano,  junto com esse adquiriram o sinceros do lado chamados La Tâche.
Em 1760 os Croonembourg decidiram vender o vinhedo,  e então começou uma disputa entre madame de Pompadour e Louis François I de Borbone-Conti,  o príncipe venceu a disputa e os vinhedos de Romanée-Conti ficaram famosos.  Depois da revolução francesa as terras do príncipe foram colocadas a vendas e entre elas Romanée-Conti. 

imagem: http://winetimeshk.blogspot.it/

Depois de passar nas mãos de alguns ricos da época,  no ano de 1869 o vinhedo foi comprado por
Jacques-Marie Duvault-Blochet e outras empresas,  Echézeaux  Grands Echézeaux e Richebourg.
Em 1891  9,43 hectares de Romanée Saint Vivant foram comprados pelo facoltoso Nicolas Joseph Marey. Em 1898 a família Marey-Monge cedeu parte da empresa para família Latour e alugando os 5,28 hectares que restaram da Domaine Romanée-Conti em 1966. E finalmente depois desse cabaré de vende,  aluga, aluga vende,  foi vendida o restante della vinha a família Latour em 1898 . hoje o Domaine Romanée-Conti petence as famílias Villaine e de Leroy.
Para vocês terem a ideia do custo dos vinhos quem quizer investir nos vinhedos uma única uva é vendida por 16 € euros,  converta em reais e imagine quando você vai pagar em um cacho de uva.  Ou no caso se quizer a planta de videira,   você vai pagar 3 mil euros por uma única planta,  levando em consideração que são 10 mil videiras por hectare,  ipoteticamente para ter um hectare na Domaine Romanée-Conti seria necessário 30 milhões de euro,  uma fortuna.
Abaixo você vai  encontrar os vinhos e quantidade Feita anualmente na vinícola de luxo :
Romanée-Conti
Uva: Pinot Nero
Vinhedo: 1,8 hectare (monopole)
Idade média das videiras : 53 anos
Produção media: 450 caixas
No decorrer dos anos o Pinot noir mudou em 50-60 diversas variedades dentro desse vinhedo.
La Tâche
Uva : Pinot Nero
Videira : 6,06 hectares
Idade media das videiras: 47 anos
Produção media: 1.870 caixas
Richebourg
Uva : Pinot Nero
Videira : 3,51 hectares
Idade media das videiras : 42 anos
Produção media: 1.000 caixas
Romanée-St-Vivant
Uva: Pinot Nero
Videiras: 5,28 ettari
Idade media das videiras : 34 anos
Produção media: 1.500 caixas
Grand Echézeaux
Uva: Pinot Nero
Videira : 3,52 hectares
Idade media das videiras : 52 anos
Produção media: 1.150 caixas
Echézeaux
Uva: Pinot Nero
Videiras: 4,67 hectares
Idade media das videiras : 32 anos
Produção media: 1.340 caixas
Montrachet
Uva: Chardonnay
Videiras : 0,67 hectares
Idade media das videiras : 62 anos
Produção media: 250 caixas
Bem depois de ver toda essa história fica claro que como são feitas poucas garrafas e a procura é maior do que  oferta os preços são o que são,  aí você pode me perguntar; esse vinho vale tudo isso? Minha resposta é claro que não,  para beber um vinho de qualidade não precisa gastar uma fortuna por isso.
Mas como os franceses foram muito inteligentes em unir a História da Domaine Romanée-Conti,  a capacidade de fazer ótimos vinhos e um marketing fenomenal que só eles sabem fazer,  os caras vendem até pedra se quiserem ti vender algo. Com certeza é um ícone do mundo dos vinhos que poucas pessoas podem ter acesso,  mas você pode beber bem sem gastar cifras desse tipo. Então vocês conheceram a história do vinho mais desejado do mundo.  Um abraço e até mais wine lovers!

Nenhum comentário:

Postar um comentário