domingo, 31 de julho de 2016

Vinho em um Click!



                                                 www.cial.it/news/tra-i-trend-alimentari-del-2016-il-vino-in-lattina



Bom dia wine lovers como vocês estão? 
Bem hoje vou falar de algo que vai de moda já à algum tempo,  o vinho em latinha! Isso mesmo pra quem não sabia, na França , Estados Unidos da América e Austrália também,  se comercializa vinhos como Pinot grigio,  syrah e merlot e já são vendidos nessas confecções nada convencionais. 
Mas qual seria estado o motivo de tal decisão de comercializar um néctar milenar de forma tão inusitada? A resposta é marketing a go go,  atingir a geração mais jovem,  torna o vinho pop!  Mas uma pergunta que me impus logo foi : mas vinho de qualidade se pode comercializar em latinha? A resposta é não,  vinho simples sem pretensão como pignoletto, Pinot noir de baixa qualidade, Lambrusco industrial entre outros de qualidade inferior sim,  mas um grande  vinho de guarda é impossível,  não seria o recipiente ideal para conservar vinhos desse porte.  Tudo não passa de estratégia de vendas para atingir parte da população mais trend,  juntando isso com o canudinho é o fim da linha. Não pensem que sou um puritano que não gosta de mudanças,  creio que mudanças vão feitas se isso agrega qualidade e valor ao produto (no caso vinho), mas só para vender mais vinhos a uma camada mais jovem da sociedade e não aprofundar o conhecimento no mundo vinho é muito supérfluo. 


                                     

Claro que se um jovem entrar no mundo do vinho através essas latinhas  e depois procura de aprofundar no assunto melhor ainda,  mas saibam de uma coisa,  se alguém que está lendo esse artigo e gosta do vinho assim, saiba,  quando você tiver noções de exame gosto -  olfativo saberá que para apreciar um vinho,  a latinha e um canudo não são estrumentos adequados para poder fazer isso. 
Não entendam mau, não quero ser polêmico mas só esclarecer que vinho de alta qualidade nunca será encontrado em latinha por questão de conservação e qualidade,  claro que quem quizer provar é livre de fazer isso. 
Enfim,  veremos se essa moda será passageira ou vai se consolidar no mercado, o importante é que os apaixonados de vinho possam ir além de algo tão superficial,  lembre-se,  é melhor beber pouco e beber bem,  do que beber tanto é beber mau. 
Um abraço e até a próxima matéria.


                                                                              
                                                                               por: Watha Cabral

Nenhum comentário:

Postar um comentário